redes-sociais-empresas-1

Quais as melhores redes sociais para empresas?

No atual cenário contemporâneo, uma das principais formas de comunicação é a elaborada via mídia digital. Entram aqui a comunicação para relacionamentos pessoais, a comunicação profissional, a comunicação com objetivos profissionais e também a comunicação no formato de publicidade e propaganda.

A facilidade de acesso e distribuição de informação nas plataformas digitais, aliado ao crescente uso dos aparelhos conectados, torna o campo virtual a melhor maneira de alcançar os públicos de interesse para uma empresa. Os portais de comunicação, influenciadores e também as empresas sabem bem disso, e cada vez mais expandem seu conteúdo através das redes sociais. Elas funcionam como um funil para o usuário, onde ele tem acesso aos seus principais interesses e facilmente encontra métodos de se aprofundar nos temas que julga pertinentes.

Nessa esteira, as redes sociais são ótimos exemplos para divulgar a marca de uma empresa ou reforçar a identidade da companhia e apresentar novos produtos.

Quais as melhores redes sociais para empresas?

Em Marketing Digital, as redes sociais (ou mídias sociais) são canais de divulgação, atração e, principalmente, relacionamento com leads e clientes. Os perfis e páginas de empresas nas redes sociais são canais de contato direto, com poucos filtros e restrições. Justamente por esse fator o trabalho feito nestes ambientes é o de SAC 2.0, ou seja, de atendimento aos clientes para dúvidas, queixas, pedidos, críticas ou sugestões.

Redes sociais para empresas são, inclusive, canais de venda! O time de marketing pode direcionar anúncios nestas plataformas, além de impulsionar publicações específicas para conseguir mais seguidores, mais leads na estratégia de Inbound, mais agendamentos para contato e até mais vendas dentro de lojas virtuais. Os canais de contato direto, como o Messenger do Facebook ou as mensagens diretas (DMs) do Instagram e Twitter, também servem para fazer contatos de prospecção e qualificação de vendas.

Não estar presente nas redes sociais pode trazer problemas de crise de imagem, já que muitas reclamações surgem ali e, por não serem tratadas rapidamente, se alastram e podem causar danos reais a empresa e seus produtos, comprometendo todo o trabalho de comunicação e marketing.

Confira abaixo quais são as melhores redes sociais para empresas manterem perfis e estratégia de conteúdo.

Facebook

Uma das principais redes sociais em atividade, o Facebook possui um alcance gigantesco. Diversos públicos estão presentes ali, desde adolescentes até idosos. A plataforma coleta informações (com autorização) relevantes para segmentação de público e direcionamento de conteúdos e anúncios.

As possibilidades que a plataforma oferece também são muito variadas: as opções seguem desde divulgação de fotos, vídeos, transmissão ao vivo e criação de eventos até a inclusão de banners e redirecionamento para o site da empresa.

Pelo largo alcance que possui, uma das principais ferramentas utilizadas no Facebook é o recurso de promoções, que além de captar a atenção do público também permite que a marca da empresa seja vista por mais pessoas. A linguagem pode variar de acordo com o público alvo desejado, pois a rede social engloba diversas faixas etárias, classes sociais e interesses quanto a hobbies e estilo de vida.

Um dos maiores focos do Facebook atualmente é nos vídeos. É possível postá-los entre o conteúdo normal, no formato de Histórias, em transmissões ao vivo (live) e também no formato de Watch Party dentro de grupos. A rede até já conta com uma transmissão de vídeo especial para streaming de videogames.

Empresas que utilizam o Facebook já devem ter notado uma diminuição no alcance e engajamento de suas publicações orgânicas. A rede está priorizando também as postagens de amigos e de grupos, de forma que as postagens de empresa (em suas páginas profissionais) devem ser impulsionadas com valores para aumentar seu alcance e distribuição.

Para além da postagem de conteúdos variados, as páginas de empresas devem estar completas com informações como link para o site, endereços, telefones, e-mail, horários de funcionamento, lista de serviços ou produtos e outros pontos que ajudem o cliente a encontrar a empresa, resolvendo suas necessidades iniciais.

LinkedIn

O LinkedIn é uma rede social interessante principalmente para as empresas B2B, cujo público consumidor são outras empresas. Embora as empresas estejam presentes na rede através das company pages, o maior apelo é com os perfis pessoais, feitos pelos profissionais com objetivo de compartilhar conhecimentos e notícias, criar networking e apresentar seus trabalhos ou companhias.

Para as empresas, o LinkedIn serve como uma apresentação e também um ponto de recrutamento, pois é possível anunciar vagas e definir com assertividade o perfil de profissional procurado. Também é um canal de divulgação de conteúdo, podendo distribuir peças mais complexas como as pesquisas, cases de sucesso e whitepapers. Ao divulgar seu material e marca no LinkedIn, a empresa conquista seu espaço na rede, mostrando que está atenta às tendências do mercado e se tornando uma referência entre profissionais da área.

Além da estratégia de conteúdo e da ferramenta de divulgação de vagas, o LinkedIn também tem utilidade nos processos de vendas B2B. Vendedores da sua empresa devem ter perfil ativo, atualizado e completo na rede para então utilizá-la para encontrar empresas e seus tomadores de decisão que possam comprar o produto ou serviço. Como a rede também tem seu canal de mensagens privadas, chamado de InMail, já é possível fazer uma ponte e primeiro contato com seus leads.

É claro que, para o objetivo de vendas, é essencial ter todo o restante do processo bem estruturado e acionado, incluindo o envio de e-mails e as ligações para prospecção e qualificação dos leads.

Instagram

Rede social de preferência do público, ao lado do Facebook (e com integração a esta rede), o Instagram é uma plataforma puramente visual que permite a mescla de entretenimento com funcionalidade. Sendo composta por publicações de fotos e vídeos, o canal também se mostra como uma opção para a publicação de campanhas, promoções e divulgação de produtos.

Além do feed, em que os usuários navegam e visualizam imagens, vídeos e anúncios, a rede também tem o recurso de Histórias (Stories), com imagens e vídeos de até 15 segundos que só ficam visíveis por 24 horas, e a IGTV, que permite o upload e armazenamento de vídeos mais longos, desde que verticais. Tanto as páginas comerciais como os perfis pessoais podem utilizar as mensagens diretas.

Por ser uma rede social simples e de acesso constante, o Instagram se estabelece como um canal propício para a divulgação de produtos e da marca da empresa. Desta forma é possível fixar a marca no imaginário do público, que eventualmente se tornará um consumidor. Ainda há o benefício de aliar o nome da empresa a um canal dinâmico, mas para colher todos esses ponto positivos é indispensável a construção de um plano de conteúdo original para a rede.

Manter a regularidade de publicações e mesclar diferentes tipos de conteúdo ajuda no engajamento, no alcance de novos seguidores e também no relacionamento com seus leads. No recurso de Stories, por exemplo, o Instagram disponibiliza caixas que dão espaço para receber perguntas ou realizar testes com o público. Esse canal é, inclusive, o maior termômetro de engajamento com seu público.

A linguagem em todas peças para Instagram deve ser leve e direta, investindo mais no visual seja com fotos, ilustrações ou animações. Aplicar a identidade visual da empresa nessas peças também ajuda na fixação e lembrança da marca.

Roberto Godoy

Roberto Godoy

🚀 Gestor de Projetos | Full-stack Developer na GodahTech

Comete, deixe a sua opinião.... :)